84.

     Deslocar-se pode, pois, querer dizer: transportar-se para onde não se é esperado, ou ainda, e mais radicalmente, abjurar o que se criou (mas não, forçosamente, o que se pensou), quando o poder gregário o utiliza e serviliza. Pasolini foi assim levado a “abjurar” (a palavra é dele) seus três filmes da Trilogia da vida, porque ele constatou que o poder os utilizava – sem, no entanto, lamentar havê-los escrito: “Penso, diz ele num texto póstumo, que antes da ação não se deve nunca, em nenhum caso, temer uma anexação por parte do poder e da sua cultura. É preciso comporta-se como se essa perigosa eventualidade não existisse... Mas penso também que, depois, é preciso saber perceber até que ponto se foi utilizado, eventualmente, pelo poder. E então, se nossa sinceridade ou nossa necessidade foram servilizadas ou manipuladas, penso que é absolutamente preciso ter a coragem de abjurar.

tapas e beijos |  fonte